sexta-feira, 21 de julho de 2017

Ai, a minha carteira 🙈

Já somos quase 100 aqui no Freedom Girl - yupiiii - estou tão feliz, não imaginam! Agradeço a todos que fazem parte deste cantinho e que me ajudam a crescer de dia para dia. Quanto criei o blog não pensei que fosse tão fácil integrar-me nesta comunidade, pois nesta altura o mundo já está cheio de blogs e só vencemos se conseguirmos marcar a diferença. Li algures que era importante um blogger saber escrever tudo perfeitinho, sem erros ortográficos ou sem más construções frásicas, no entanto, quando escrevo só penso em transmitir o que estou a sentir e não nesses pormenores todos. Mas vamos ao que interessa!

Lembram-se do post que fiz sobre algumas das peças que gostava de adquirir nos saldos (podem ver aqui), na verdade só adquiri uma dessas peças, no entanto, estragava todo o meu objetivo sempre que entrava numa loja. Hoje, mostro-vos as peças que comprei ao longo desta temporada - espero não comprar mais nada, se não a minha carteira não aguenta. Calma, algumas coisas são da minha irmã, mas como, de partes de cima, vestimos quase o mesmo, decidi mostrar-vos também.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Não me consigo render 💔

O mundo da moda gira, cada vez mais, à volta das tendências. Depois dos grandes desfiles de moda, as lojas começam a ter coleções inspiradas nos ditos-cujos e a toda a gente começa a comprar aquilo que acham que irá marcar a estação. Apesar de, também, gostar de seguir as tendências, sei que existem aquelas que NÃO são para mim, não me identifico ou simplesmente não gosto de me ver com elas. Sei que não sou a única a pensar assim e, por isso, hoje decidi trazer um post sobre aquelas tendências que quase toda a gente adora e eu fujo a sete pés, não me julguem ahah.

Off the shoulder
Uma tendência que vem desde os tempos de Brigitte Bardot, quando nos anos 50 começou a utilizar blusas que lhe deixavam os ombros descobertos. Desde aí, tinha vindo a aparecer esporadicamente, no entanto, desde o ano passado tem vindo a marcar presença pelos armários de mulheres de todo o mundo. Eu, pessoalmente, detesto ver-me com este tipo de blusas, ainda não descobri bem o porquê, mas sei que já tentei várias vezes e não consigo mesmo render-me. 

Menorquinas
Tal como o nome indica, este calçado foi criado na ilha espanhola de Menorca, no início para satisfazer as necessidades dos pastores e agricultores. Como se pode perceber, as menorquinas prezam por ser um calçado confortável e ideal para o dia-a-dia, no entanto, também não estou rendida. Desta vez, acho que devo ter uma razão para tal, eu raramente utilizo sandálias, passo os dias de ténis e quando tenho de colocar sapatos abertos para alguma ocasião, é muito complicado encontrar os ideais. Tenho uma prima de 2 anos que fica super amorosa com as menorquinas e eu até acho que ficam lindamente a todas as pessoas, menos a mim. 

Denim Skirts
Lembro-me que, aos meus 8/9 anos, tinha uma saia de ganga tipo jardineira que adorava, combinava-a com umas collants cor de rosa e uma t-shirt do mesmo tom, não me condenem, na altura não tínhamos um sentido de estilo tão apurado ahah. E se antes pensávamos que as saias de ganga não voltariam a fazer parte das nossas indumentárias, hoje parece que vieram para ficar. Já marcam presença em todas as coleções, sejam elas com um corte básico ou com detalhes mais femininos, vemo-las por todo o lado. Eu, fujo a toda a velocidade, de saias e vestidos, por isso, esta também não será uma peça a ocupar o meu armário. 


E vocês, têm aquela tendência a qual não se conseguem render? Contem-me tudo. 

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Sexta-feira e nada para vestir? #2

Cada vez acho mais que o tempo passa a correr, sei que estou sempre a dizer isto, mas é que é um sentimento tão estranho, que não percebo se é só meu ou não. Este não era o post planeado para hoje, mas como até têm estado umas noites agradáveis e já é sexta-feira, decidi trazer novamente o "sexta-feira e nada para vestir". Espero que gostem!

Aqui na minha zona estão a decorrer as festas da cidade e como, normalmente, não temos nenhum lugar para sair à noite, sem ter de ir para o centro de Lisboa, esta é a altura onde toda a gente daqui se reúne para um momento de diversão. Eu adoro festas típicas portuguesas, muito mais do que ir para uma discoteca cheia de adolescentes bêbados que têm a mania que são muito crescidos, serei a única? A pensar nestas festas, trago-vos um conjunto bastante feminino e muito confortável, ao mesmo tempo. 


Já quero umas calças deste género à imenso tempo, no entanto ainda não encontrei as tais, ou porque não me assentam bem, ou então porque as acho demasiado caras para o uso que lhes vou dar. Adoro vê-las conjugadas com uma t-shirt branca, como na fotografia retirada do Pinterest, mas decidi conjugá-las com um slip top, que continuam super em voga e também fica super bem.

Não sei se acontece nas vossas cidades, mas o recinto, onde a festa é realizada, é muito irregular, cheio de altos e baixos, por isso, decidi apostar nuns converse all star como calçado. Sempre achei estes ténis super girly e são tão versáteis, que podemos usá-los com qualquer coisa. Para acessórios, decidi apenas conjugar o conjunto com uns brincos dourados, mais chamativos e uma mini bag preta, também com detalhes dourados, esta dá para pôr à tiracolo - o que se torna mais seguro, no meio da confusão.

E vocês, já têm planos para hoje ou para o fim-de-semana? Por agora, vou trabalhar e depois logo se vê ahah

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Seis praias a visitar 🌊

Parece que São Pedro está a dar tréguas e que o bom tempo está a voltar, no entanto, para mal dos meus pecados, amanhã já volto aos trabalho - chorem comigo -, os dias de correria e de stress vão regressar e, é nas folgas, que tenho de aproveitar para passear e relaxar. Sendo assim, hoje decidi trazer uma seleção de praias que gostei de conhecer e outras que quero visitar em breve.

Não sou fã de praias cheias de gente, e que temos de nos confinar ao mais pequeno espaço que encontrámos livre no areal, até porque, na minha família, temos a tradição de fazer piqueniques na praia e passar lá o dia - e quando me refiro a família, refiro-me a pais, tios, primos, filhos dos primos e ainda um amigo ou dois, somos imensos. Mas, existem aquelas praias a que todos queremos ir, autênticos paraísos naturais, normalmente cheias de pessoas, mas que se formos bem cedo ou ficarmos até ao pôr-do-sol, conseguimos desfrutar de momentos únicos e relaxantes.

Fotografia retiradas de: 1.European Best Destinations 2.Shutter Stock 3.TripAdvisor por Vlad S.

Galapinhos, Setúbal
Em pleno Parque Natural da Arrábida, a praia de Galapinhos foi eleita a Melhor Praia Europeia 2017, pela European Consumers Choice e, é claro, que eu tenho de concordar. Apesar dos acessos escassos e complicados, esta é uma praia serena, de areias brancas e águas cristalinas. Todo o ambiente envolvente, entre rochedos e espaços verdes, faz com que esta praia seja um verdadeiro paraíso natural. Aconselho a quem gosta de praticar snorkeling e observar a fauna marinha.

Portinho da Arrábida, Setúbal
Já tive oportunidade de visitar o Portinho algumas vezes, quando acampava na Serra da Arrábida e digo-vos, tanto de inverno como de verão, esta praia é magnífica. Esta, já é uma praia que recebe mais gente, no entanto, se formos cedinho conseguimos arranjar um bom lugar para aproveitar o dia ao máximo. É uma praia com melhores acessos e equipada com infraestruturas. Para mim, tem a água mais cristalina que alguma vez vi.

Praia da Ursa, Sintra
Não é uma praia propícia a banhos de mar, mas é das praias mais desertas na zona de Sintra. Além da ondulação, o maior problema são os acessos que, por entre trilhos e rochedos, tornam-se muito complicados. É ideal para quem pretende um momento a sós, para descansar ou meditar. É um desafio chegar ao areal, mas no final compensa, pois a sua natureza envolvente é mágica.

Fotografias retiradas de: 1.Flickr por Celestino Manuel 2.VisitPortugal 3.TutaTours Blog

Ribeiro do Cavalo, Sesimbra
Já se sabe que Sesimbra tem praias maravilhosas e, uma delas, é a praia do Ribeiro do Cavalo. Um lugar que não é frequentado por muita gente, pois, mais uma vez, é necessário percorrer uns bons metros a pé para lá chegar, ou então ter um barco. Quando chegamos a areal, esquecemos todo o caminho e ficamos fascinados com o meio envolvente, algo que fica na memória de quem por lá passa. Não há qualquer tipo de infraestruturas nem nadador salvador, o que torna a aventura mais entusiasmante.

Areia Branca, Lourinhã
Esta é uma praia bastante diferente das outras que aqui apresento. Classificada com bandeira azul e bandeira de ouro, é uma praia com um extenso areal e bastante procurada pelos praticantes de desportos náuticos, como o surf e o bodyboard. Nas horas de maior calor, o melhor é atravessar a ponte de madeira e conhecer o que está para além da praia. Restaurantes, guesthouses, bares e diversão não faltam.

Lagoa de Albufeira, Sesimbra
O lugar preferido da minha família para fazer os tais piqueniques. É costume ficarmos pela parte da lagoa, bem perto das imediações do parque de campismo, pois é mais calmo e há bastante espaço para as crianças e adultos poderem brincar. O acesso é super fácil e, se formos cedo, conseguimos ótimos lugares para estacionar e marcar o nosso lugar para o piquenique. Se caminharmos junto à lagoa, rapidamente chegamos à praia, onde a água é mais limpa e calma, no entanto, tem imensa gente e não existe quase espaço para estender a toalha. É ótimo para a prática de desportos náuticos e para a pesca - já tentámos, mas sem sucesso ahah.


Esta seleção não tem qualquer ordem, gosto de todas e não me importava de ir saltando de praia de dia para dia. Já deu para perceber que as praias mais bonitas, são aquelas que os acessos são mais complicados, mas  tudo descomplica quando lá chegamos. E vocês já conheciam estas praias, costumam ir a alguma? Quais são as vossas praias preferidas?

sexta-feira, 7 de julho de 2017

HeyLáCarapau 👙 Handmade Beachwear

Para o universo feminino (e não só) é cada vez mais importante a escolha da indumentária que se leva para uma ida à praia/piscina. Eu, eterna apaixonada por beachwear que sou, ando sempre a coscuvilhar as novidades e a procurar as novas marcas que vão aparecendo no mercado. Se antes optava por modelos idênticos, em que só o padrão mudava, hoje procuro modelos diferentes e que me assentem bem.
Recentemente, comecei a interessar-me por fatos-de-banho e, a minha pesquisa pelo modelo perfeito, levou-me a descobrir a HeyLáCarapau, uma marca portuguesa. Criada no Porto, pela Joana e pela Rita, a HeyLáCarapau dedica-se ao comércio de peças, totalmente, desenhadas e criadas pelas irmãs. Mal conheci o instagram da marca, fiquei apaixonada por tudo e, até agora, não me decidi pela  peça que vou encomendar. Além dos biquínis e fatos-de-banho, também têm algumas peças de vestuário ideias para o verão, que, com 100% de certeza, darão looks fantásticos, e as mais pequeninas também têm direito. O melhor? Os preços! É a primeira marca de beachwear portuguesa, que encontro com preços fantásticos e ao nível de todas as carteiras. Modelos giros a preços excelentes, o que é que podemos pedir mais?

Deixo-vos fotografias de alguns dos modelos da marca, para se apaixonarem tal como eu! 







Já conheciam a marca? Deixem-me a vossa opinião, nos comentários, sobre qual o modelo que devo escolher? Bom fim-de-semana 🌼

*este post não é patrocinado.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

I ❤ socks

Penso que nunca vi um post sobre meias aqui no mundo da blogosfera, ou posso andar desatualizada...no entanto, se podemos falar de biquínis porque gostamos tanto, porque é que não haveríamos de falar de peúgas? 

Quem me conhece sabe que tenho uma pequena grande paixão por meias, sejam elas básicas ou com algum desenho, pequenas ou compridas, podia ter todos os modelos na minha gaveta. Como ando, praticamente, todos os dias de ténis, devem imaginar que tenho montes de meias - acho que se contar todos os pares, tenho um par por cada dia do mês e ainda devo ficar com alguns de reserva.

Gosto imenso de receber meias, seja no natal ou em qualquer outra época do ano. Adoro aquelas meias super quentinhas, que vemos à venda em lojas como a Primark ou a Oysho - confesso que não consigo adormecer, mesmo no verão, se não tiver com meias calçadas, faz-me imensa confusão a pele dos pés a tocar nos lençóis gelados. Chamem-me maluca, estejam à vontade ahah.

Não sei se os pares de meias, estão a ser cada vez mais valorizados no mercado, mas sinto que, hoje em dia, encontramos várias lojas com imensos modelos diferentes, desde os mais básicos aos mais ousados. Estou sempre atenta às novidades e a única coisa que me desilude são os preços demasiado elevados que aplicam nestas peças, por isso aproveito sempre os saldos ou os outlets para alimentar esta minha paixão. As minhas lojas preferidas são, sem dúvida, a Springfiel, a Women'Secret e a Primark - têm sempre modelos super giros e de ótima qualidade. Recentemente, conheci a Happy Socks e já fiquei apaixonada.


Dos modelos que vos mostro, quero todos, TODOS. Gostaram de algum? Contem-me tudo, qual é a peça de vestuário que vocês não resistem?

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Pelo Parque das Nações ❤

Acho que as minhas férias estão a passar demasiado rápido, já só me resta uma semana e depois lá volto eu à rotina do trabalho. Às vezes, ponho-me a pensar naquilo que fiz no passado e no que gostaria de fazer no futuro, tanto num futuro próximo como num mais longínquo, naqueles sonhos que penso serem impossíveis, mas que na realidade só preciso de esforço e dedicação para os realizar... Mas depois penso: será que vale a pena ou devo viver um dia de cada vez?
Para mim, a resposta mais correta seria algo do género: viver um dia de cada vez de forma a construir o futuro. É bom termos objetivos e ambições, se antes me via a trabalhar na área que estudei - turismo-, hoje, sinto-me bem a trabalhar como lojista, penso que tenho um poder de criar ligações com as pessoas de uma forma completamente diferente. Quem sabe se no futuro isto muda? Mas hoje é o que sinto!