sábado, 7 de outubro de 2017

Meu querido outono 🍁

Parece que o outono já chegou, mesmo que as temperaturas não o demonstrem. Quando penso em outono, vem-me uma imensidão de coisas à memória, desde as folhas a caírem das árvores aos assadores que lá vão vendendo as "quentinhas e boas" castanhas. O Outono não é, certamente, a minha estação do ano preferida, mas é uma época tão cozy e em que temos de começar a preparar tantas coisas. Para hoje, decidi trazer umas lista de coisas que acho que devem ser feitas nesta época. Prontos?

1. Beber o Pumpkin Spice Latte, no Starbucks. 
Retirada de: Mashable.com

segunda-feira, 2 de outubro de 2017

Irmandade das Blogueiras - TAG 👯

Depois de um tempo afastada aqui do blog, decidi que estava na altura de regressar. Ainda em Agosto, fui nomeada pela Liliana, do blog A Liliana Raquel, para responder à tag Irmandade das Blogueiras e aqui estou eu, passado quase dois meses, para a responder. 

Esta tag consiste em responder às perguntas feitas pela blogger que nos nomeou, nomear 10 pessoas e criar mais 10 perguntas para as mesmas responderem. Como, no mês de Agosto, o mundo da blogosfera se encheu com respostas a esta tag, eu vou deixar as nomeações em aberto e quem ainda não foi nomeado pode responder às perguntas que eu vou deixar. Combinado?

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Sintra, outrora de reis e rainhas 👑

Gosto de conhecer lugares com história, sítios que nos façam voltar a tempos longínquos e poder reviver um pouco daquilo que os nossos antepassados viveram. Por aqui, Sintra é o lugar perfeito para isso, não sei porquê, mas esta vila transmite-nos uma sensação tão boa - não tivesse eu estudado turismo. Para hoje, um post com os meus lugares preferidos a visitar em Sintra!

Fotografia retirada de: BestGuide

sexta-feira, 21 de julho de 2017

Ai, a minha carteira 🙈

Já somos quase 100 aqui no Freedom Girl - yupiiii - estou tão feliz, não imaginam! Agradeço a todos que fazem parte deste cantinho e que me ajudam a crescer de dia para dia. Quanto criei o blog não pensei que fosse tão fácil integrar-me nesta comunidade, pois nesta altura o mundo já está cheio de blogs e só vencemos se conseguirmos marcar a diferença. Li algures que era importante um blogger saber escrever tudo perfeitinho, sem erros ortográficos ou sem más construções frásicas, no entanto, quando escrevo só penso em transmitir o que estou a sentir e não nesses pormenores todos. Mas vamos ao que interessa!

Lembram-se do post que fiz sobre algumas das peças que gostava de adquirir nos saldos (podem ver aqui), na verdade só adquiri uma dessas peças, no entanto, estragava todo o meu objetivo sempre que entrava numa loja. Hoje, mostro-vos as peças que comprei ao longo desta temporada - espero não comprar mais nada, se não a minha carteira não aguenta. Calma, algumas coisas são da minha irmã, mas como, de partes de cima, vestimos quase o mesmo, decidi mostrar-vos também.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Não me consigo render 💔

O mundo da moda gira, cada vez mais, à volta das tendências. Depois dos grandes desfiles de moda, as lojas começam a ter coleções inspiradas nos ditos-cujos e a toda a gente começa a comprar aquilo que acham que irá marcar a estação. Apesar de, também, gostar de seguir as tendências, sei que existem aquelas que NÃO são para mim, não me identifico ou simplesmente não gosto de me ver com elas. Sei que não sou a única a pensar assim e, por isso, hoje decidi trazer um post sobre aquelas tendências que quase toda a gente adora e eu fujo a sete pés, não me julguem ahah.

Off the shoulder
Uma tendência que vem desde os tempos de Brigitte Bardot, quando nos anos 50 começou a utilizar blusas que lhe deixavam os ombros descobertos. Desde aí, tinha vindo a aparecer esporadicamente, no entanto, desde o ano passado tem vindo a marcar presença pelos armários de mulheres de todo o mundo. Eu, pessoalmente, detesto ver-me com este tipo de blusas, ainda não descobri bem o porquê, mas sei que já tentei várias vezes e não consigo mesmo render-me. 

Menorquinas
Tal como o nome indica, este calçado foi criado na ilha espanhola de Menorca, no início para satisfazer as necessidades dos pastores e agricultores. Como se pode perceber, as menorquinas prezam por ser um calçado confortável e ideal para o dia-a-dia, no entanto, também não estou rendida. Desta vez, acho que devo ter uma razão para tal, eu raramente utilizo sandálias, passo os dias de ténis e quando tenho de colocar sapatos abertos para alguma ocasião, é muito complicado encontrar os ideais. Tenho uma prima de 2 anos que fica super amorosa com as menorquinas e eu até acho que ficam lindamente a todas as pessoas, menos a mim. 

Denim Skirts
Lembro-me que, aos meus 8/9 anos, tinha uma saia de ganga tipo jardineira que adorava, combinava-a com umas collants cor de rosa e uma t-shirt do mesmo tom, não me condenem, na altura não tínhamos um sentido de estilo tão apurado ahah. E se antes pensávamos que as saias de ganga não voltariam a fazer parte das nossas indumentárias, hoje parece que vieram para ficar. Já marcam presença em todas as coleções, sejam elas com um corte básico ou com detalhes mais femininos, vemo-las por todo o lado. Eu, fujo a toda a velocidade, de saias e vestidos, por isso, esta também não será uma peça a ocupar o meu armário. 


E vocês, têm aquela tendência a qual não se conseguem render? Contem-me tudo. 

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Sexta-feira e nada para vestir? #2

Cada vez acho mais que o tempo passa a correr, sei que estou sempre a dizer isto, mas é que é um sentimento tão estranho, que não percebo se é só meu ou não. Este não era o post planeado para hoje, mas como até têm estado umas noites agradáveis e já é sexta-feira, decidi trazer novamente o "sexta-feira e nada para vestir". Espero que gostem!

Aqui na minha zona estão a decorrer as festas da cidade e como, normalmente, não temos nenhum lugar para sair à noite, sem ter de ir para o centro de Lisboa, esta é a altura onde toda a gente daqui se reúne para um momento de diversão. Eu adoro festas típicas portuguesas, muito mais do que ir para uma discoteca cheia de adolescentes bêbados que têm a mania que são muito crescidos, serei a única? A pensar nestas festas, trago-vos um conjunto bastante feminino e muito confortável, ao mesmo tempo. 


Já quero umas calças deste género à imenso tempo, no entanto ainda não encontrei as tais, ou porque não me assentam bem, ou então porque as acho demasiado caras para o uso que lhes vou dar. Adoro vê-las conjugadas com uma t-shirt branca, como na fotografia retirada do Pinterest, mas decidi conjugá-las com um slip top, que continuam super em voga e também fica super bem.

Não sei se acontece nas vossas cidades, mas o recinto, onde a festa é realizada, é muito irregular, cheio de altos e baixos, por isso, decidi apostar nuns converse all star como calçado. Sempre achei estes ténis super girly e são tão versáteis, que podemos usá-los com qualquer coisa. Para acessórios, decidi apenas conjugar o conjunto com uns brincos dourados, mais chamativos e uma mini bag preta, também com detalhes dourados, esta dá para pôr à tiracolo - o que se torna mais seguro, no meio da confusão.

E vocês, já têm planos para hoje ou para o fim-de-semana? Por agora, vou trabalhar e depois logo se vê ahah

segunda-feira, 10 de julho de 2017

Seis praias a visitar 🌊

Parece que São Pedro está a dar tréguas e que o bom tempo está a voltar, no entanto, para mal dos meus pecados, amanhã já volto aos trabalho - chorem comigo -, os dias de correria e de stress vão regressar e, é nas folgas, que tenho de aproveitar para passear e relaxar. Sendo assim, hoje decidi trazer uma seleção de praias que gostei de conhecer e outras que quero visitar em breve.

Não sou fã de praias cheias de gente, e que temos de nos confinar ao mais pequeno espaço que encontrámos livre no areal, até porque, na minha família, temos a tradição de fazer piqueniques na praia e passar lá o dia - e quando me refiro a família, refiro-me a pais, tios, primos, filhos dos primos e ainda um amigo ou dois, somos imensos. Mas, existem aquelas praias a que todos queremos ir, autênticos paraísos naturais, normalmente cheias de pessoas, mas que se formos bem cedo ou ficarmos até ao pôr-do-sol, conseguimos desfrutar de momentos únicos e relaxantes.

Fotografia retiradas de: 1.European Best Destinations 2.Shutter Stock 3.TripAdvisor por Vlad S.

Galapinhos, Setúbal
Em pleno Parque Natural da Arrábida, a praia de Galapinhos foi eleita a Melhor Praia Europeia 2017, pela European Consumers Choice e, é claro, que eu tenho de concordar. Apesar dos acessos escassos e complicados, esta é uma praia serena, de areias brancas e águas cristalinas. Todo o ambiente envolvente, entre rochedos e espaços verdes, faz com que esta praia seja um verdadeiro paraíso natural. Aconselho a quem gosta de praticar snorkeling e observar a fauna marinha.

Portinho da Arrábida, Setúbal
Já tive oportunidade de visitar o Portinho algumas vezes, quando acampava na Serra da Arrábida e digo-vos, tanto de inverno como de verão, esta praia é magnífica. Esta, já é uma praia que recebe mais gente, no entanto, se formos cedinho conseguimos arranjar um bom lugar para aproveitar o dia ao máximo. É uma praia com melhores acessos e equipada com infraestruturas. Para mim, tem a água mais cristalina que alguma vez vi.

Praia da Ursa, Sintra
Não é uma praia propícia a banhos de mar, mas é das praias mais desertas na zona de Sintra. Além da ondulação, o maior problema são os acessos que, por entre trilhos e rochedos, tornam-se muito complicados. É ideal para quem pretende um momento a sós, para descansar ou meditar. É um desafio chegar ao areal, mas no final compensa, pois a sua natureza envolvente é mágica.

Fotografias retiradas de: 1.Flickr por Celestino Manuel 2.VisitPortugal 3.TutaTours Blog

Ribeiro do Cavalo, Sesimbra
Já se sabe que Sesimbra tem praias maravilhosas e, uma delas, é a praia do Ribeiro do Cavalo. Um lugar que não é frequentado por muita gente, pois, mais uma vez, é necessário percorrer uns bons metros a pé para lá chegar, ou então ter um barco. Quando chegamos a areal, esquecemos todo o caminho e ficamos fascinados com o meio envolvente, algo que fica na memória de quem por lá passa. Não há qualquer tipo de infraestruturas nem nadador salvador, o que torna a aventura mais entusiasmante.

Areia Branca, Lourinhã
Esta é uma praia bastante diferente das outras que aqui apresento. Classificada com bandeira azul e bandeira de ouro, é uma praia com um extenso areal e bastante procurada pelos praticantes de desportos náuticos, como o surf e o bodyboard. Nas horas de maior calor, o melhor é atravessar a ponte de madeira e conhecer o que está para além da praia. Restaurantes, guesthouses, bares e diversão não faltam.

Lagoa de Albufeira, Sesimbra
O lugar preferido da minha família para fazer os tais piqueniques. É costume ficarmos pela parte da lagoa, bem perto das imediações do parque de campismo, pois é mais calmo e há bastante espaço para as crianças e adultos poderem brincar. O acesso é super fácil e, se formos cedo, conseguimos ótimos lugares para estacionar e marcar o nosso lugar para o piquenique. Se caminharmos junto à lagoa, rapidamente chegamos à praia, onde a água é mais limpa e calma, no entanto, tem imensa gente e não existe quase espaço para estender a toalha. É ótimo para a prática de desportos náuticos e para a pesca - já tentámos, mas sem sucesso ahah.


Esta seleção não tem qualquer ordem, gosto de todas e não me importava de ir saltando de praia de dia para dia. Já deu para perceber que as praias mais bonitas, são aquelas que os acessos são mais complicados, mas  tudo descomplica quando lá chegamos. E vocês já conheciam estas praias, costumam ir a alguma? Quais são as vossas praias preferidas?

sexta-feira, 7 de julho de 2017

HeyLáCarapau 👙 Handmade Beachwear

Para o universo feminino (e não só) é cada vez mais importante a escolha da indumentária que se leva para uma ida à praia/piscina. Eu, eterna apaixonada por beachwear que sou, ando sempre a coscuvilhar as novidades e a procurar as novas marcas que vão aparecendo no mercado. Se antes optava por modelos idênticos, em que só o padrão mudava, hoje procuro modelos diferentes e que me assentem bem.
Recentemente, comecei a interessar-me por fatos-de-banho e, a minha pesquisa pelo modelo perfeito, levou-me a descobrir a HeyLáCarapau, uma marca portuguesa. Criada no Porto, pela Joana e pela Rita, a HeyLáCarapau dedica-se ao comércio de peças, totalmente, desenhadas e criadas pelas irmãs. Mal conheci o instagram da marca, fiquei apaixonada por tudo e, até agora, não me decidi pela  peça que vou encomendar. Além dos biquínis e fatos-de-banho, também têm algumas peças de vestuário ideias para o verão, que, com 100% de certeza, darão looks fantásticos, e as mais pequeninas também têm direito. O melhor? Os preços! É a primeira marca de beachwear portuguesa, que encontro com preços fantásticos e ao nível de todas as carteiras. Modelos giros a preços excelentes, o que é que podemos pedir mais?

Deixo-vos fotografias de alguns dos modelos da marca, para se apaixonarem tal como eu! 







Já conheciam a marca? Deixem-me a vossa opinião, nos comentários, sobre qual o modelo que devo escolher? Bom fim-de-semana 🌼

*este post não é patrocinado.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

I ❤ socks

Penso que nunca vi um post sobre meias aqui no mundo da blogosfera, ou posso andar desatualizada...no entanto, se podemos falar de biquínis porque gostamos tanto, porque é que não haveríamos de falar de peúgas? 

Quem me conhece sabe que tenho uma pequena grande paixão por meias, sejam elas básicas ou com algum desenho, pequenas ou compridas, podia ter todos os modelos na minha gaveta. Como ando, praticamente, todos os dias de ténis, devem imaginar que tenho montes de meias - acho que se contar todos os pares, tenho um par por cada dia do mês e ainda devo ficar com alguns de reserva.

Gosto imenso de receber meias, seja no natal ou em qualquer outra época do ano. Adoro aquelas meias super quentinhas, que vemos à venda em lojas como a Primark ou a Oysho - confesso que não consigo adormecer, mesmo no verão, se não tiver com meias calçadas, faz-me imensa confusão a pele dos pés a tocar nos lençóis gelados. Chamem-me maluca, estejam à vontade ahah.

Não sei se os pares de meias, estão a ser cada vez mais valorizados no mercado, mas sinto que, hoje em dia, encontramos várias lojas com imensos modelos diferentes, desde os mais básicos aos mais ousados. Estou sempre atenta às novidades e a única coisa que me desilude são os preços demasiado elevados que aplicam nestas peças, por isso aproveito sempre os saldos ou os outlets para alimentar esta minha paixão. As minhas lojas preferidas são, sem dúvida, a Springfiel, a Women'Secret e a Primark - têm sempre modelos super giros e de ótima qualidade. Recentemente, conheci a Happy Socks e já fiquei apaixonada.


Dos modelos que vos mostro, quero todos, TODOS. Gostaram de algum? Contem-me tudo, qual é a peça de vestuário que vocês não resistem?

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Pelo Parque das Nações ❤

Acho que as minhas férias estão a passar demasiado rápido, já só me resta uma semana e depois lá volto eu à rotina do trabalho. Às vezes, ponho-me a pensar naquilo que fiz no passado e no que gostaria de fazer no futuro, tanto num futuro próximo como num mais longínquo, naqueles sonhos que penso serem impossíveis, mas que na realidade só preciso de esforço e dedicação para os realizar... Mas depois penso: será que vale a pena ou devo viver um dia de cada vez?
Para mim, a resposta mais correta seria algo do género: viver um dia de cada vez de forma a construir o futuro. É bom termos objetivos e ambições, se antes me via a trabalhar na área que estudei - turismo-, hoje, sinto-me bem a trabalhar como lojista, penso que tenho um poder de criar ligações com as pessoas de uma forma completamente diferente. Quem sabe se no futuro isto muda? Mas hoje é o que sinto!

sexta-feira, 30 de junho de 2017

Sexta-feira e nada para vestir? #1

Falo por mim, que quando tenho algum jantar de aniversário ou apenas uma saída com as amigas, nunca sei aquilo que vestir. Porque é que se torna tão complicado escolher o outfit para a noite, se escolhemos tão bem o que utilizar durante o dia? Espero não ser a única a pensar assim (ahahah).

Confesso que, quando me encontro perante esta situação, recorro muito a galerias de imagens como o Pinterest ou o We heart it, que me ajuda imenso a ganhar inspiração e conseguir conjugar as peças que tenho aqui por casa. Neste sentido, decidi criar esta rubrica, na qual quero mostrar-vos alguns dos conjuntos que podemos utilizar para uma saída. O porquê do nome? Porque, pelo menos no meu círculo de amigos, as saídas e jantares acontecem com mais frequência às sextas-feiras. Acontece-vos o mesmo? Deixo-vos, então, a inspiração desta semana.



São várias as vezes que esta rapariga decide aparecer no meu feed do pinterest. Alegadamente, ela estaria a utilizar este conjunto durante o dia, no entanto, achei que seria perfeito para estas noites de verão que se avizinham. 
Este casaco grita festa e diversão, só ele constrói o look sozinho. Os calções de ganga e a t-shirt branca, também, nunca desiludem, fica super giro quando já começamos a ter aquela corzinha de verão. Tudo isto combinado com um belo de um stiletto (para as mais corajosas) e uns tantos acessórios, acho que fica um máximo e estamos prontas para arrasar, não concordam?

Hoje será dia de ficar por casa, mas e vocês, já têm planos para esta noite? Contem-me tudo.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Amar Lisboa ♥

Estou de férias desde segunda-feira e S.Pedro não está a querer colaborar comigo...os meus planos de ir (quase) todos os dias à praia, não está a ser bem sucedido, apesar da minha mãe dizer que 25º graus já é uma boa temperatura, eu cá sou muito friorenta e só de 30º para cima. Foi a pensar na reconstrução dos meus planos, para estas duas semanas, que decidi trazer-vos este post.

Amo Lisboa! Lisboa, a cidade dos navegadores e das sete colinas, cidade do fado e dos pastéis de belém.. mas não é só disto que é feita. Para mim, a mais bonita cidade do país e talvez do mundo (não que conheça muitas outras), tem tanto para conhecer, tantos espaços para visitar e tantas ruas para percorrer. Se está nos vossos planos (se não está, vai passar a estar) visitar Lisboa, deixo-vos algumas das tantas coisas que por aqui podem fazer.

Fotos retiradas do site da Câmara Municipal de Lisboa e do Pinterest


Elétrico 28
O famoso elétrico que faz o percurso entre o Martim Moniz e o Cemitério dos Prazeres, em Campo de Ourique. Este transporte amarelo que circula sobre carris, é bastante procurado por quem quer conhecer as ruas de Lisboa, de uma maneira diferente, O preço do bilhete adquirido a bordo é de 2.85€. O único ponto negativo é o facto de estar sempre cheio de turistas e, por vezes, carteiristas (com quem temos de ter bastante cuidado).

Miradouros
Sendo Lisboa conhecida pelas suas sete colinas, seria impensável não falarmos dos seus miradouros, que nos deixam vislumbrar a cidade de um ponto de vista memorável. Apesar de serem imensos, espalhados pela cidade, o meu miradouro de eleição será sempre o Miradouro de Santa Luzia.
Encontramos este miradouro no percurso entre a Sé e o Castelo de São Jorge. Um lugar que nos oferece uma vista privilegiada sobre Alfama e o Tejo, decorado com azulejos tipicamente portugueses e com um belo jardim.

Os bairros
Não nos podemos esquecer dos típicos bairros lisboetas. Sejam eles o Bairro Alto, a Mouraria ou até mesmo Alfama. São nestes bairros que encontramos as raízes alfacinhas, a verdadeira gente desta terra, que viram os seus recantos serem invadidos por turistas e que, mesmo assim, não perderam a sua amabilidade. A noite lisboeta é passada no Bairro Alto, onde as portas se abrem para receber a boa disposição de quem quer passar um bom bocado.

Lugares com história
Lisboa é uma cidade cheia de história e, são vários os lugares que nos levam a viajar para os nossos antepassados. Vocês sabiam que existem umas ruínas, debaixo do solo, em plena Rua dos Correeiros? É verdade, chama-se Núcleo Arqueológico da Rua dos Coreeiros e é de entrada gratuita. Outro lugar que não podem deixar de visitar é o Castelo de São Jorge, onde encontramos torres, canhões, fossos, guaridas e, mais uma vez, uma bela vista sobre a cidade e o tejo. O preço do bilhete é de 8.50€. 

Belém
Se gostas de história, não podes deixar de visitar Belém - o bairro histórico dos descobridores. Aqui, podemos vislumbrar o Padrão dos Descobrimentos, a Torre de Belém e o Mosteiro dos Jerónimos. Outros locais a visitar, são os museus que por aqui encontramos - o Museu dos Coches, o MAAT, o Museu Berardo e tantos outros. Ah, também é importante passar na Antiga Confeitaria de Belém e deliciarmo-nos com os famosos pastéis de belém. 

Fotos retiradas do site da Câmara Municipal de Lisboa e do Pinterest

Existem muitas mais coisas e lugares para visitar, tais como: um passeio pela Avenida da Liberdade, com passagem pelo Parque Eduardo VII e pela Estufa Fria; uma ida ao Parque das Nações com visita ao Oceanário e um passeio no Teleférico; se estiver melhor tempo que o de hoje, podem sempre ir até às praias da linha de Cascais; subir ao Chiado e refrescar-se "ao lado" de Fernando Pessoa, na esplanada da Brasileira...

Amo Lisboa. Os meus pais não podiam ter escolhido melhor cidade para viver. Aqui há tanto por descobrir, que por mais passeios que dê, podia passar dias e dias a percorrer as ruas encontraria sempre um novo sítio e mais história. Contem-me tudo..qual é a vossa cidade preferida e quais os pontos que me aconselham a visitar?

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Será que preciso?

Se perdi tudo, começo tudo de novo, não é? "Try, try, try again"

Os saldos começaram yeah! 
É nestas alturas que as pessoas correm desenfreadas para as lojas e compram tudo e mais alguma coisa, sem necessidade. Confesso que também já fui assim, mas desde que trabalho e tenho de gerir o meu próprio dinheiro, pondero cada vez mais onde devo investir. 
Fazer uma arrumação do guarda-roupa antes desta época é o ideal. É preciso fazer a separação das peças que usamos e daquelas que já não usamos, ou porque já não nos identificamos ou porque não se encontram em bom estado. No fim desta seleção conseguimos fazer uma lista daquilo que vamos precisar de adquirir. 
Mas eu sei, eu sei que nestas alturas queremos aproveitar para comprar aquelas peças que andámos a namorar durante todos os meses que antecedem a esta época. É por estas razões que vos venho mostrar algumas das peças que gostava de ter, mas será que preciso?


 
Vocês também andaram de olho em algo, mas quiseram esperar pelos saldos? Contem-me tudo :)

terça-feira, 13 de junho de 2017

Bem-vindos de volta ❤

Finalmente decidi voltar, decidi que estava na altura de (re)começar a escrever aqui no blog. Ao ver que tinha perdido todo o conteúdo postado aqui no Freedom Girl, fiquei um pouco desmotivada... mas aqui estou eu para retomar este gosto pela partilha de conteúdos. 

Para quem só agora chegou, o meu nome é Patrícia e tenho 21 anos. Fiz nascer o Freedom Girl, em Setembro de 2016, mas em meados de Dezembro, devido a situações pessoais, tive de deixar este projeto um pouco de parte. Decidi voltar, porque ter um blog sempre foi algo que quis e com que me identifico. 

Nasci e fui criada em Lisboa, formei-me em Informação e Animação Turística. O porquê de moda e estilo de vida? Bem, todos sabem que Lisboa, sendo uma capital europeia, recebe todo o tipo de pessoas. Passear pelas ruas de Lisboa é conseguir observar toda uma panóplia de estilos, parecendo sempre que estamos em plena semana da moda. E se forem observando com mais atenção, apercebem-se que cada pessoa tem a sua rotina e os seus próprios gostos, o que é super giro de ser ver. 

No Freedom Girl, pretendo partilhar convosco o meu gosto pela moda, os lugares que frequento, algumas receitas e tudo o que venha a ser conveniente no momento. Quero seguir o meu coração, o meu instinto e ser eu própria.

Espero que gostem e deixem a vossa opinião